Caiado inaugura laboratórios de robótica em parceria com Campus Party

Caiado inaugura laboratórios de robótica em parceria com Campus Party

Caiado inaugura laboratórios de robótica em parceria com Campus Party

Goiânia – Foram inauguradas nesta quarta-feira (12/5) pelo governador Ronaldo Caiado as duas primeiras unidades no Estado do projeto Include, parceria do Governo de Goiás, por meio do Goiás Social, com o Instituto Campus Party.

O primeiro laboratório está instalado no Colégio Estadual Joaquim Edson de Camargo, no Jardim Novo Mundo, região Leste. Na sequência, o governador entregou, no Centro de Educação Comunitária de Meninos e Meninas (Cecom), no Setor Santos Dumont, região Centro-Oeste, o segundo espaço de tecnologia na capital.

“Os professores e professoras chegam em mim e falam que nunca viram nada assim em 20, 30 anos. Nunca viram tanto dinheiro chegar, tantas condições para aparelhar as escolas do Estado de Goiás” pontuou o governador.  “Quando você faz uma mudança de conceito e segue corretamente a aplicação do dinheiro, acontece uma revolução em uma área que é fundamental: a educação. Eu sou apaixonado por essa turma toda. Dá gosto ver”, celebrou.

Mais laboratórios

De acordo com o presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farrugia, Goiás vai se tornar o estado com o maior número de estruturas, entre 25 e 30. “Hoje, nós temos laboratórios na Amazônia, em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Norte e Bahia. Mas a maior quantidade, ao final deste ano, vai estar aqui no Estado”, garantiu.
O objetivo do projeto é difundir o uso da tecnologia e promover a inclusão social, com a oferta de ferramentas que garantam educação de qualidade e desenvolvam habilidades dentro de um ecossistema inovador.

O governador reforçou o objetivo de levar o projeto para as regiões mais carentes do Estado. “Vamos levar a qualidade e oportunidade para todas as crianças, independentemente da sua condição financeira, dar igualdade de tratamento em todas as regiões de Goiás, principalmente nos bairros mais humildes”, definiu.

Fonte retirada de: A Redenção 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.