Laboratório Include, do Instituto Campus Party, é inaugurado na PUC

Laboratório Include, do Instituto Campus Party, é inaugurado na PUC

Um programa social que traz uma visão de futuro e oportunidades de carreira na área tecnológica para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade. Com essa missão, o Instituto Campus Party e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (SEDI), vinculada ao governo estadual, inauguraram nesta quarta-feira,12, no Centro Comunitário de Meninas e Meninos (Cecom) da PUC Goiás, a segunda unidade do laboratório Include em Goiânia.

As aulas tiveram início no último mês de abril e, em função do contexto da pandemia, ocorrem de forma remota, beneficiando 75 crianças e adolescentes por laboratório, que irão cursar aulas de Robótica durante quatro semestres (dois anos). “Por meio das aulas, os jovens aprendem a construir equipamentos, participam de congressos e seminários, é uma metodologia bem inovadora. Mais do que manipular computadores, os alunos vão compreender essa engrenagem e dar vazão a sua potencialidade nesta área tecnológica”, explica o coordenador do Cecom, Edson Lucas Viana.

 Governador de Goiás, Ronaldo Caiado, enfatizou o compromisso filantrópico e social da PUC Goiás ao promover iniciativas como a do Cecom e citou os avanços na área da Educação no estado, sobretudo, nas melhorias realizadas nas escolas estaduais com investimento em material escolar, confecção de uniformes para estudantes e reformas nas instalações dos colégios. Ao se referir ao projeto Include, enfatizou a tecnologia investida no laboratório.

“Não tem nenhuma escola particular do estado de Goiás que tenha um laboratório como este instalado aqui. Os jovens estão recebendo o que existe de melhor hoje na área de inovação e robótica. A demanda é enorme e temos que qualificar nossos filhos, os alunos do estado de Goiás, para que possam ser competitivos no mercado”, declarou.

Fonte retirada de: PUC Goiás

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.